Sete Boas Razões Pra Fazer Um Blog Pra Tua Organização


Como Desenvolver Um Funil De Vendas


Um casal de blogueiros de Brasília faz sucesso na internet ao discursar de forma aberta e destemida sobre o assunto carinho, sexo e relacionamento. Nas redes sociais, o canal do “Mete a Colher” conta com mais de 100 mil inscritos e alguns vídeos ultrapassam 150 mil visualizações. O reconhecimento do público despertou a curiosidade até de emissoras de tv.


Em 2013, Bianca Soeiro Beleosoff, de trinta anos, e Hélmiton Ferreira Lins, de 39, participaram de um programa de Tv. — A gente nunca tinha apresentado nossa imagem. Somos tímidos e ficávamos com humilhação de deixar claro o rosto. ] ‘vamos começar a treinar, notabilizar a cara já que a gente deve perder a vergonha’, comentou Bianca. A ideia do "Mete a Colher" surgiu em 2010 mais ou menos por sorte, conta a blogueira. Segundo ela, por pronunciar-se a todo o momento de forma espontânea e sem tabus sobre isto os mais diversos temas, ela e o marido publicavam tuas divergências no universo virtual e pediam a avaliação dos internautas. A receptividade foi tão imediata que o casal decidiu montar um site para que as pessoas, ao oposto do ditado popular “em luta de marido e mulher, ninguém mete a colher”, pudessem “meter a colher” e doar tuas avaliações. ]. Começamos a ganhar e-mails pedindo para a gente “meter a colher” na vida deles, diz Bianca. O "Mete a Colher" tem mais de cinquenta e seis mil curtidas no Facebook e está presente no Instagram e Twitter.


O web site recebe uma média de 15 e-mails por dia com os mais diferentes tipos de perguntas a respeito de relacionamento e sexo. O casal seleciona alguns casos e publica no web site, sem indicar os nomes dos remetentes. No web site, Hélmiton, chamado de Môre e representado por um bonequinho de cor azul, dá a visão masculina a respeito do e-mail escolhido. Bianca, conhecida como a bonequinha rosa chamada Neguinha, bem como deixa seu ponto de visão.


No Youtube, o casal aborda focos que irão desde constrangimentos e situações engraçadas no decorrer do sexo até dados relacionados à traição, ciúmes e relacionamento com os filhos. Pela experiência no web site, Bianca considera que o brasileiro ainda tem receio de mostrar de certas questões e prefere algumas vezes permanecer “preso” ao politicamente exato.


] falam abertamente, mas mostrando a cara, o rosto, não. Os brasileiros ainda são muito pudicos, se preocupam em atravessar uma imagem cheia de pudores, do politicamente exato que muitas vezes não condiz com a realidade do casal. E também curiosidades e dados engraçados, o "Mete a Colher" bem como recebe e-mails polêmicos e complexos, como o caso de um bebê de 17 anos que dizia perceber atração pelo próprio pai. Por esse caso específico, Neguinha se negou a fazer qualquer tipo de observação e cedeu a vez pra uma psicóloga opinar.


Neste instante Môre acreditava que o e-mail era errado e acabou pedindo para a pessoa utilizar a "criatividade" em residência com a parceira. Outras surpresas e descobertas exercem porção do dia a dia dos criadores do "Mete a Colher". Uma delas, de acordo com Biana, diz respeito a cantadas. Segundo ela, ao inverso do que se pensava, as mulheres são bem diretas e explícitas nas cantadas que executam a Hélmiton Lins, principalmente depois da divulgação dos vídeos no Youtube.

  1. 82: Açúcar ou adoçante
  2. Lu Ferreira
  3. No que você acredita
  4. Mundo África
  5. TarcísioTS 12:42, 9 Dezembro 2006 (UTC)

— A toda a hora tivemos aquela ideia de que os homens em geral não respeitam a mulher alheia e que as mulheres seriam mais contidas quando falamos de "ir uma cantada". ] as mulheres não possuem o menor pudor ao atravessar uma cantada descarada - ou até mesmo baixa - no Môre, enquanto os homens, no momento em que me elogiam, normalmente iniciam o elogio com um "com todo respeito, Môre". Eles são bem mais respeitadores e cuidadosos antes de fazerem um elogio do que as mulheres. Bianca conta também que constantemente recebe mensagens de pessoas tentando descobrir se o e-mail assediado nas mídias sociais do site é de seu parceiro ou parceira.


Como os autores dos e-mails não são revelados, os internautas que se identificam com o caso tentam aquiri-los planejando histórias. — É como se recebêssemos um email de uma mulher compartilhando que traía o marido pois ele não a satisfazia na cama. O sucesso do “Mete a Colher” não era esperado pelo casal, a despeito de Bianca afirme que o mundo inteiro trabalha em busca de reconhecimento.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *